18.11.10






"(...) perambulava numa cidade estranha, da qual, no entanto, conhecia cada canto (...)" - (Imré Kertész)
*
" (...) he was wandering in a strange city, of which, however, he knew each corner (...) " - (Imré Kertész)










































































































































































































































*******







.
.
.
.
.

5 comentários:

Fernanda Bragato disse...

É triste e belo.

psique disse...

no estar em torno do quase você penetra no coração invisível.

Rojefferson disse...

MUITO BOA AS FOTOS ALEXANDRE SEMPRE VIREI AQUI DAR UMA OLHADA, OQUEI?!

Rojefferson disse...

gostei muito de suas fotos, o foco ultra realista e o preto e branco ficam perfeitos, virei sempre dar uma olhada, oquei?

Rojefferson disse...

gostei muito das suas fotos o foco realista e o preto e branco ficam perfeitos(combinam)!!!